ISCED-HUÍLA

Objetivos

I - Ministrar em nível de educação superior: a) Cursos de graduação e pós-graduação, visando a formação de profissionais para as diferentes áreas da educação; e b) Cursos de licenciatura, e programas especiais de formação pedagógica, com direccionados à preparação de professores e especialistas para as disciplinas nos vários níveis e modalidades de ensino, de acordo com as demandas de âmbito local e regional; II - Oferecer formação contínua, objectivando a capacitação, o aperfeiçoamento, a especialização e a actualização de profissionais, em todos os níveis de ensino, na área das ciências da educação; IV - Realizar pesquisas, estimulando atividades criadoras e estendendo os seus benefícios à comunidade, promovendo o desenvolvimento tecnológico, social, económico, cultural, político, ambiental; e V - desenvolver atividades de extensão de acordo com os princípios e finalidades das ciências da educação.

Missão

O ISCED-Huíla, é um espaço democrático de expressão cultural, reconhecido pela produção e difusão de conhecimento, na área das ciências da Educação, através do ensino de qualidade, investigação científica e extensão, voltados para a formação de indivíduos críticos e éticos, dotados de base científica e humanística sólidas, profissionais comprometidos com as intervenções transformadoras da sociedade angolana.

Vsão

Consolidar-se como instituição de Ensino Superior na área das Ciências da Educação, pelo alcance de níveis de excelência na produção e difusão do conhecimento científico, tornando-se referência na sua área de actuação, e contribuir para o desenvolvimento humano e a sociedade em transformação.

Princípios e Valores

O Instituto Superior de Ciências da Educação da Huila, em consonância com a sua missão e os seus objectivos, nortear-se-á pelos princípios de valorização do Capital Humano e Identidade Comum, designadamente: dignidade e integridade da pessoa e do seu desenvolvimento ético, cultural, científico, artístico, profissional, social e político; igualdade, respeito pela diversidade, participação democrática, direito à informação, pluralismo de opiniões e de orientações; colegialidade, confiabilidade, solução de problemas, solidariedade universitária e bem-estar; liberdade de aprender, ensinar e investigar; liberdade de criação científica, tecnológica, artística e cultural; abertura à mudança numa perspectiva de progresso social; articulação da docência com a investigação científica; promoção da melhoria contínua dos serviços oferecidos à sociedade. Cooperação estreita com outras instituições nacionais e estrangeiras. A cultura da avaliação constante e a auto crítica permanente na busca do aprimoramento institucional. Adopção da planificação como instrumento para a constituição de uma instituição de referência.